Notícias

Novas perspectivas para o sistema de saúde brasileiro

28 de março de 2019

CLAVIS19_ASAP

Nos dias 18 e 19 de março, aconteceu em São Paulo o 1º Congresso Latino-Americano de Valor em Saúde – CLAVS’19, com a participação de profissionais representativos das diversas áreas da cadeia produtiva da saúde. O congresso, que contou com o apoio da ASAP e a participação em uma das discussões da Ana Elisa Siqueira, presidente da associação, reuniu mais de 60 palestrantes nacionais e internacionais, estrategicamente selecionados, para promover e aprofundar ao máximo o conhecimento sobre as experiências e casos práticos de Saúde, baseados em Valor. O CLAVS’19 também apresentou durante os dois dias de evento, cases de sucesso que comprovam que promover mais sustentabilidade ao sistema e colocar o paciente no centro da atenção, são atitudes essenciais para um novo modelo de gestão. Contribuindo assim para uma busca mais fortalecida pela qualidade do atendimento e por resultados clínicos satisfatórios.

O atual sistema de saúde brasileiro está desgastado. Precisa resolver os problemas do presente, mas sobretudo, precisa se preparar para os enormes desafios que virão nas próximas décadas. As dificuldades a serem superadas, pelos setores público e privado, são maiores do que se poderia imaginar. Qual a melhor maneira de aplicar políticas públicas que favoreçam o acesso às inovações em saúde, e assim entregar valor assistencial à parte mais interessada da cadeia de saúde: o paciente? É fundamental que entidades, como as que estiveram presentes no evento, deem importância aos dados e informações, gerando mais eficiência e valor tanto para o paciente como para o prestador de saúde.

Os conceitos de valor aplicado à saúde ainda são tratados de maneira quase filosófica, de modo que a maior parte dos players da cadeia produtiva da saúde têm percepções por vezes antagônicas sobre o assunto. É possível equalizar as divergências e aplicar valor em saúde no mercado público, por exemplo? O mercado privado, pela própria estrutura mais independente, é capacitado para a tomada de decisão de forma ágil e incisiva. Ainda assim, suas ações para a aplicação dos conceitos de valor em saúde são bastante incipientes. Por que? Que razões levam a crer em transformações no curto e médio prazo? Discussões como essas, sobre os modelos atuais; reflexões e inovações para um futuro próximo, se fazem necessárias para um novo olhar sobre o tema Valor de Saúde. Uma revolução no jeito de cuidar, e encarar a saúde da população.

No que diz respeito ao mercado privado, o setor da saúde sempre está posicionado entre os três setores de mercado mais promissores no mundo, principalmente pelos altos investimentos tecnológicos no cuidado entregue ao paciente. Novas iniciativas são necessárias para entender qual o valor disso tudo. Ainda que existam diferentes contextos no mercado brasileiro, é preciso definir o que é valor em saúde para o paciente, e colocá-lo no centro da questão. O novo modelo deve proporcionar benefícios aos pacientes, satisfação aos médicos e resultados a todos que investem na saúde brasileira.

Eventos como o CLAVS’19 são importantíssimos para a transformação do modelo assistencial de saúde, onde valor e sustentabilidade devem se complementar. A definição de valor em saúde pode ser divergente para os diferentes participantes do processo, mas quando os agentes tentam unificar essa definição em torno do paciente, o benefício pode ser imenso e os resultados são cada vez melhores em termos de saúde do paciente. Isso pode ser alcançado através da unificação e cooperação de todos os participantes da indústria de saúde.